segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Primeiros do ano!

Achei que não ia ter post por aqui por um tempo por causa da newsletter, mas algumas coisas precisam estar aqui mesmo e não tem jeito. Que bom!



Comecei no ano passado com essa coisa de postar os primeiros do ano. Não lembro bem o porquê, sei que gostei e decidi fazer de novo.

Não foi um mês muito agitado. Eu estava de férias - e ainda estou por mais dois dias apenas, mas não falemos disso - e passei quase todos os dias na praia. Foi o maior tempo de mar que tive desde que morava em Florianópolis e me fez muito bem. Ainda vou voltar pra pertinho dele esse ano (alô, Rio!).

Como Falar Com Um Viúvo

O primeiro livro que eu li foi esse. Comprei despretensiosamente em uma Lojas Americanas por 13 dinheiros em um dia de chuva e foi uma excelente compra. Como falar com um viúvo é uma delicinha. Leve, engraçado, o exato tipo de livro que eu precisava para ser feliz nos primeiros dias de 2016. Fiquei sabendo que há uma possibilidade de se tornar um filme e achei ótimo, pois enquanto lia já imaginava todas as cenas direitinho. Recomendo.

O Oceano no Fim do Caminho

Logo depois engatei nessa maravilha. O Oceano no Fim do Caminho é o segundo livro do Neil Gaiman que eu leio (pretendo aumentar esse número em 2016) e amei muito. Não conseguia desconectar da história e cheguei a sonhar com a Lettie uma ou duas vezes. Que mundos fantásticos esses criados por menino Neil! Que mente incrível a dele!

Nesses dias que eu fiquei doente não tive muito ânimo para nada a não ser ver as pessoas se divertindo em blocos de carnaval no snapchat, mas em um dos raros momentos acordada consegui rever meu filme preferido: De Repente 30. Meu namorado nunca tinha visto, então mostrei pra ele todas minhas partes favoritas (incluindo quase todas as falas), cantei Vienna como se não houvesse amanhã, e chorei um pouquinho diante a beleza de Mark Ruffalo. Foi um bom dia. 


Foi um bom mês também. Espero conseguir assistir mais uns filmes, tem a maratona Oscar, né. Vamos ver.



9 comentários:

  1. Amiga <3
    Que bom te ver por aqui!
    Como falar com um viúvo é uma delicinha mesmo, né? Acredite se quiser, comprei por QUATRO DILMAS quando fui visitar Taryne na terra dos jacarés, e nem foi no mercado ou no sebo, foi na livraria do shopping mesmo.
    Bichei Oceano com as meninas há uns 2 anos mas não curti tanto assim não. Tenho minhas ressalvas com fantasia incluída no mundo real, sabe? Acho complicado entrar na pira, enfim, problema meu.
    Te amo! <3

    ResponderExcluir
  2. Amiga, minha história com o Jonathan Tropper é muito parecida com a sua. Comprei num sebo, bem baratinho, porque me pareceu simpático. Nunca tinha ouvido falar, não sabia a sinopse, mas não tava fazendo nada mesmo, comprei o livro. E adorei! Muito gostosinho de ler, me apeguei com facilidade a todos os personagens, e terminei dando risadinhas. Daí eu comprei Sete Dias Sem Fim, do mesmo autor, esse já tem até filme, mas ainda não achei o momento pra ler. Quem sabe você resolve comprar ele também e a gente bicha qualquer dia desses? #propostas

    O Oceano é meu amorzinho. Lembro que logo quando li, nessa bichice citada por Banana, eu não me empolguei taaaaanto assim, mas quanto mais eu pensava sobre ele, a história, a mitologia, mais eu gostava. Não cheguei a relê-lo oficialmente, mas é um livro que eu sempre pego e revisito trechinhos, e é incrível. Ai, Neil Gaiman <3

    Vamos torcer pra que fevereiro seja bom assim, né? Que as vibes praianas permaneçam (e a inveja que eu fiquei dessas suas férias inteiras na praia?), e as doenças por favor passem longe. *folhinhas*
    te amo!

    ResponderExcluir
  3. Plan! Eu amo Como falar com um viúvo! Sabe que eu acho que quase todo mundo que leu esse livro começou da mesma forma? Viu baratinho na livraria, não tava dando muita coisa, mas achou delícia e se apegou aos personagens. Eu amei, de verdade! Não sabia que tinha chance de virar filme! Assisti a Sete dias sem fim, que também é livro do Jonathan Tropper, e também gostei bastante - não tanto quanto o primeiro, mas também é ótimo, fica a dica.
    Em relação a Oceano, to com a Analu, não foi ali que fui conquistada. Mas também acho que a culpa é minha hahaha
    E miga, fim de férias + doenças chatas não é fácil, espero que você se recupere bem e enfrente firme e forte a volta da rotina de trabalho. Mil folhinhas pra você!
    Te amo <3

    ResponderExcluir
  4. Amiga, amo que você tenha voltado a postar com mais frequência aqui também, porque tava morrendo de medo de alguns blogs ficarem meio abandonados nessa folia de newsletters? Hehe
    Não li nenhum desses livros, mas comprei O Oceano no Fim do Caminho (nunca li Neil Gaiman, reflita sobre essa realidade), mas acho que vai ser o primeiro que vou ler quando terminar minha maratona Harry Potter (que de maratona na verdade não tem nada). No mais, De Repente 30, AMO DEMAIS, e maratona Oscar, por favor, vamos fazer.

    Te amo! <3

    ResponderExcluir
  5. Miga, foi você que falou de Como Falar com um Viúvo na máfia? Deve ter sido, né. Nunca li, nem tenho, mas agora fiquei interessada, porque o título é ótimo e eu sou o tipo de louca que escolhe livros pelo título.

    O Oceano a Chica me deu e está na minha estante, junto com Coroline que ganhei de coutinha e também ainda não li. Só li um livro do Neil até hoje, e foi super sem querer.

    De Repente 30 AMO. Preciso rever e dançar Thriller.

    Te amo <3

    ResponderExcluir
  6. Como falar com um viuvo é um amor só né? Não sabia que pode virar filme, espero que vire porque acho que a história tem um potencial incrível se for bem contada! Oceano no fim do caminho foi meu primeiro Neil Gaiman e meu Deus <3 que livro que livro!

    13 going 30, nem dá pra comentar né? Um feliz ano novo pra você Iralinha (:

    beijo!

    ResponderExcluir
  7. Oi, meu amor de Planzinha <3
    Toda vez que venho aqui sinto tanta saudade de você. Já falei que imagino sua voz direitinho enquanto leio, né? Aí fessa falta toda me esmaga, mas prometo ser forte hehe.
    Tô muito curiosa pra ler o livro do Viúvo. Você gostou, Dede gostou, Annoca gostou. Parece uma delicinha mesmo. Prometo tirar ele da estante quando voltar pro Brasil.
    Lembro que devorei Oceano no Fim do Caminho em UM DIA e fiquei fascinada pela história. Mas nem tinha favoritado, sabe? Aí gravei sobre o livro e tive que voltar no skoob pra colocar o coraçãozinho. Passaram-se dias e eu ainda não tinha parado de pensar no livro. E vivo com vontade de reler!
    Preciso conferir mais coisas do moço Neil Gaiman.
    DE REPENTE 30. A senhora me tentou agora. Fiquei com vontade de largar tudo e ir assistir pela enésima vez. E SIM, SIM, SIM! COMO ESTÁ LINDO O MARK RUFFALO NESTE FILME. Ai, suspiros.
    Amo você, amiga <3

    ResponderExcluir
  8. De Repente 30 ME ABRAÇA QUE EU VOU CHORAR DE AMOR.
    Cada vez que me conscientizo de que mais alguém leu algo do Neil quero pegar meu banquinho e sair de mansinho porque até hoje não toquei em nada dele!
    Hmmmmm não respondo suas news porque assinei muitas e to sempre me perdendo no meio delas, mas queria deixar registrado que você sempre me faz rir com o que conta por lá <3

    Novembro Inconstante

    ResponderExcluir
  9. Oi Dona Gabi!!!!!
    Ain, que saudade enorme eu tava daqui!
    Nem sabia da sua newsletter! Assinei a da Analu e tô amando esse negócio de receber no email, comodidade minha gente!

    Sumi por um tempão daqui e prometo depois, com mais tempo vir com mais calma e ver o que perdi!

    Ainda não li nenhum desses livros, e só um esse ano pra estudar ainda. Tá bad. hahahahah

    Mas olha, De repente 30 <33333

    ResponderExcluir