quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Pensando no que passei.

Como todo ano, em 2012 eu tive muitas alegrias, frustrações, momentos de raiva insana, algumas vezes eu quis sumir, outras eu queria aparecer para todo mundo e conhecer mais pessoas.
Estabeleci 17 metas para esse ano e realizei 7. Acho que não me empenhei tanto. Mas é sempre assim, a gente sempre acha que tem mais tempo, "que o ano recém começou", e quando vê não dá para fazer mais nada, o tempo acabou e é hora de estabelecer outras metas.

Fim de ano eu não fico triste, não. Fico ansiosa. Quero o novo, de novo. Coisas inéditas, pessoas com esperanças renovadas, toda a perspectiva de um ano melhor.

Mesmo que 2012 não tenha sido o melhor ano da minha vida, foi bom. Foi um ano de amadurecimento para muitas coisas. Comecei a trabalhar, professora de verdade, o começo da realização de um sonho. No trabalho conheci pessoas fantásticas que eu quero que façam parte da minha vida sempre. Aprendi a acordar cedo, mas JAMAIS vou me acostumar a isso. Estou aprendendo, a duras penas, que dinheiro é importante, e que é bom guardar. 

Me apeguei mais ainda a Máfia e só Deus sabe o quanto eu queria ter conhecido todas elas. Aliás, uma das metas de 2013 é conhecer a maioria. Não é pedir demais abraçar as melhores amigas do universo, né?

Mantive o namoro com muito amor e muito "foda-se" para todas as pessoas que olharam de cara torta para nós. "Sobre nós dois ninguém nunca vai saber de tudo", né?

Acho que amadureci também em relação as minhas amizades. Aprendi a dizer "Não quero, não estou afim" e não me sentir culpada com isso. Ri muito, mas muito com eles, porque eles são meus risos e sorrisos sempre. Fiquei mais próxima, talvez mais companheira e mais preocupada. Me preocupo com quem faz e vai fazer parte da minha vida para sempre.

Minha família sofreu alguns baques esse ano, mas está aí, boa para contar histórias. Porque no fim tudo são só histórias. Minha família é unida, e é forte, passa por tudo de cabeça erguida. Tenho um orgulho do tamanho do mundo de todos eles. O amor é grande nessa casa.

A saudade do ano vai para meu vô que faleceu. Nossa, vô, se eu tivesse tempo te diria que te amo muito, que te admiro, que te acho a pessoa mais engraçada de todas, que eu sentia saudade e que queria ter passado mais tempo do teu lado. Mas a morte é apressada, não tem relógio, quer todos para ontem e leva embora nos momentos mais inesperados. Um dia a gente se resolve.

De qualquer jeito, o ano sempre acaba, e tudo que aconteceu passa num piscar de olhos. 
Agora eu quero um 2013 novinho em folha, em branco, para eu ir preenchendo aos poucos e de preferência com giz de cera e lápis de cor.

12 comentários:

  1. Gabi, desejo que você pinte seu 2013 com as cores mais alegres possíveis! E que ele inclua um finalmente abraço nosso, porque eu preciso te apertar, menina! <3

    ResponderExcluir
  2. Que texto mais lindo, Iralinha!
    Ainda que você tenha dito que 2012 não foi o melhor ano, deu pra sentir que foi completo, que te fez crescer. Que 2013 venha com uma enxurrada de felicidade - e de abraços mafiosos!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Muitas cores pra preencher seu papel, Gab!
    E que seja muito feliz pra você!
    Espero ter oportunidade de lhe conhecer pessoalmente, abraçar vc e fazerem crer que as pequenas dominarão o mundo ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. É uma sensação tão boa saber que vai ter um ano novinho para preencher, né? Pelo o que pude notar, seu ano foi de altos e baixos, mas isso faz parte e muitas vezes acaba sendo algo muito bom, pois é uma forma de aprender a lidar com frustrações e até com os bons momentos.
    Texto muito lindo! Você pode não ter tido o melhor ano de todos, mas você colheu os frutos que, como você disse, serão histórias (e algumas risadinhas também)!
    Que venha 2013!
    Beijos! :*

    ResponderExcluir
  5. Gabriela, maravilhoso seu texto de como foi seu ano de 2012. Perdas, ganhos, mudanças... Que 2013 seja um ano maravilhoso para vc! Boas festas! ^^

    ResponderExcluir
  6. A gente sempre sai com lições, cresce. Frustrações e raivas tão aí pra isso, faz parte da vida, e aprender com tudo é o que faz a gente ser gente. Teu ano parece ter tido de tudo um pouco, tudo dosado.

    Que coisas boas venham por aí :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Mesmo que não tenha sido tão bom, com certeza, muita coisa você aprendeu. É o que importa. Que 2013 venha arrasando seu coração!

    ResponderExcluir
  8. Gab, bom saber que você conseguiu tirar o melhor que o ano tinha pra te oferecer! No fim das contas as metas em si não importam tanto, e sim o quanto a gente aprendeu tentando realizá-las. Sem clichês, de coração.
    Espero que você consiga ter menos momentos de se esconder do mundo em 2013. E por que não sonhar com um abraço mafioso?
    Beijo, sua coisa fofa!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gab! Um ano pode não ser perfeito, mas se nos ajuda a amadurecer e nos ensina coisas importantes, então tá valendo, certo? Que 2013 seja um ano de muita alegria e de aprendizado!

    ResponderExcluir
  10. oie gabi, tudo bom?
    adorei o post... acho que é isso mesmo! todo ano tem os seus altos e baixos e mesmo não sendo o melhor ano de nossas vidas, vai ter coisas boas para lembrar. o meu também não foi super super, mas foi bom. não teve nada muito ruim, mas também não teve nada de sobressalente. espero que 2013 seja ótimo e eu também quero escrever e colorir ele com muito lápis de cor e giz de cera! coisa delícia! *--*
    beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  11. Me emocionei com o seu post, Gab! Também não fico triste quando o ano tá acabando, não. Fico ansiosa que nem você e mega esperançosa. Começar sempre me dá medo, mas nesse caso eu fico é com vontade de me jogar no novo. Mergulhar de cabeça mesmo. Aí logo depois de me emocionar, dei a risada que sempre dou quando venho aqui te visitar: "mantive o namoro com muito amor e muito foda-se" HAAHAHAHA Só você, cara! Sim, o mundo inteiro precisa aprender a apreciar o amor alheio e não torcer o nariz/invejar.

    Ah, 2013 já teria sido lindo se eu pudesse te conhecer e te chamar de tampinha linda <3 Quero muito, quero já! Te amo <3

    ResponderExcluir
  12. Em 2012 não consegui NENHUMA meta, nenhumazinha, e ainda também perdi muita coisa. Amigas. Melhor amigo cão (mas melhor amigo dentre humanos também). Filhotinha. Mas ao mesmo tempo, ganhei vocês! E curti o meu relacionamento como você curtiu o seu, porque isso importa tanto, né?

    Vamos escrever o nosso 2013 com muito lápis de cor, giz de cera e decotapes coreanas compradas no ebay! hahah!
    Beeeijoo!


    ResponderExcluir