terça-feira, 18 de setembro de 2012

Filhos, por que tê-los?

Eu nunca quis ter filhos. 
Quando me perguntavam o que eu queria para o futuro, bebês nunca estava nas minhas respostas. 
Eu gosto de crianças. Dos outros, no caso.
É que eu não tenho paciência. Fico uns minutos perto de uma criança e depois já quero sair dali.
Eu era assim até mesmo quando EU era criança. Gostava de brincar sozinha porque as outras crias eram muito chatas. Se chegava uma perto, a primeira coisa que eu pensava era: "AFFFF". 

A questão é que crianças não me fascinam. E todos podem me achar um ser horrível por isso, mas fazer o que. É o meu jeitinho.

PORÉM comecei a namorar um homem que quer ter filhos. Um - homem - que - quer - ter - filhos. Isso nunca acontece, que sorte a minha. Só que não.
De qualquer jeito estamos a 2 anos juntos, então não tem porque eu me preocupar agora.

Numa dessas noites meio insones, me peguei pensando: "E quando eu tiver que me preocupar?".
E aí, mentalmente, comecei a fazer uma listinha de prós e contras. Como eu já sou inclinada a não querer filhos, os contras foram maiores que os prós. Falta de tempo, falta de beleza, falta de vida a dois, de sono, de vida, etc. etc.

Mas não pode ser tão ruim assim. Meus pais estão aí, 3 filhos depois, vivões. 
Se eu pensar com carinho, muito carinho, nos prós, talvez eu me convença.
Ok, ok. Eu já pensei com carinho nos prós. Me parece tudo lindo quando penso na gravidez, em ter um mini mim, ficar se perguntando com quem o bebê se parece, roupinhas, sapatinhos... Essas coisas.

Tá. Me convenci que quero um filho quando chegar o momento certo.

Então vem o namorado e diz que quer NO MÍNIMO DOIS.

DOIS.

Aí é demais!




10 comentários:

  1. AI AMIGA, FICO TÃO FELIZ EM SABER QUE NÃO SOU SÓ EU QUE NÃO QUERO FILHOS *-*
    E também fico feliz em saber que o meu namorado não é o único louco pirado que quer no mínimo dois filhos, DOIS! Pois é, que bom, só que ao contrário.
    Enfim, a gente tem MUITO TEMPO pela frente, pra se acostumar com a ideia!
    Até lá quem sabe a gente até já quer um, só um claro, nenem! iuashdauhsduahsdiuashd
    Beijo minha Peque!

    ResponderExcluir
  2. Tu tem o poder de te convencer sozinha! Não precisa de ninguém pra fazer isso pra ti! É bom pq se tu se arrepender (coisa que eu sei que não vai, por experiência própria) a culpa é toda tua! Tanããã! E se for a melhor coisa da vida ( que eu sei que é) o merito tb é tooodo teu! ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu confesso que quero ter um filho. No singular! Mas acho que é TÃO cedo para pensar nisso ainda. Eu sempre disse que só terei filhos quando eu estiver financeiramente estável, e para isso ainda falta algum tempo. Mas quanto ao teu "problema", acho ótimo que você esteja aceitando melhor a ideia de engravidar e etc, mas tem que ver que o corpo é teu. É de você que a criança vai sair e não do teu namorado. Então, ainda que ele queira ter mil filhos, quem tem que querer é tu. (:

    ResponderExcluir
  4. Gab, vou te contar uma história. Eu também não queria ter filhos, pensava igual você. Deve dar um trabalho monstro, crianças enchem o saco, deve ser difícil demais educar alguém, custa MUITO caro, etc, etc. E um dia eu sonhei que tava grávida e foi lindo e cósmico e mágico, e você já viu o tanto que eu pari lá na Máfia, né? Porque quando eu penso racionalmente, hoje, eu quero ter um só. Mas minha vontade mesmo é ter uns 3. Porque vai ser lindo.
    Mas acho que quando você tiver que se preocupar com isso, vai ter que abrir o jogo com seu namorado. Pode ser que com o tempo ele desista ou você goste da ideia, mas não dá também pra colocar dois filhotes no mundo só pra agradar alguém.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu também nunca quis ter filhos, Gabi. Ainda não quero e não me vejo com filhos no futuro. As pessoas me olham como se eu fosse um ET quando eu digo isso. Minha mãe gosta de dizer que eu falo isso só para magoá-la - é uma certa mania de perseguição das mulheres da minha família. Mas o fato é simplesmente esse: eu tenho muitos motivos para não ter filhos.

    Muitas mulheres têm filhos simplesmente porque acreditam que tem que ser assim. Crescemos sendo convencidas de que temos que nos casar e ter filhos, constituir uma família aos moldes clássicos. Acredito que muitas mulheres que não queriam ter filhos tentam se convencer do contrário e acabam engravidando porque acham que o devem fazer.

    Ter um filho é uma coisa muito séria. Não é fácil cuidar e educar de uma criança. Não é só um bebê fofinho e presente de dia das mães. Quando você se torna mãe, se torna mãe para a vida inteira, é permanente, é um desafio. As mulheres não pensam nisso, não têm consciência. Muitas têm filhos sem ter nenhuma condição de criá-los. Eu tenho a minha consciência: não tenho condições de ser mãe, não tenho esse dom, essa vocação, que seja. Não vou pôr uma criança no mundo para ser uma mãe ruim.

    Acho que as mulheres têm que ter mais consciência de si mesmas e se aceitar como são. Se você não quer ter filhos, não tem porque tê-los, nem porque se sentir mal por isso. É uma decisão sua. E se você mudar de idéia, que seja por sua própria cabeça, por sua própria vontade e não pela pressão dos outros.

    :)

    ResponderExcluir
  6. Eu sou o oposto. Sempre quis ter filhos. Dois também. Já tenho até os nomes escolhidos. Porém, é claro, tudo a seu tempo.
    Engraçado que, quando mais nova, tudo que eu menos queria na vida era me casar com um homem divorciado que me desse uma enteada. E hoje, aos vinte anos de idade, eu estou casada com um homem de mais de quarenta, com uma filha de 14.
    E estou feliz.
    A gente não planeja certas coisas, mas esses imprevistos que assustam no início tornam-se agradáveis se você está disposta a tentar conviver. Compreendo a enorme responsabilidade de criar crianças, mas tudo tem sua poesia. E o papel de educar é o melhor que existe.
    Abraços, futura mamãe!

    ResponderExcluir
  7. Gosto de crianças até uns 2 anos de idade. Depois isso acho todas bem insuportáveis. Tanto é que fujo de dar aula p/ criança como o diabo foge da cruz hauahuaha mas enfim, o amor tem dessas coisas de mudar nossa visão e nos ajudar a fazer concessões. Quem sabe eu tbm encontre alguém que me incentive a mudar?? ahuhauah
    Beijão, Irala!

    ResponderExcluir
  8. Ai, que situação. Eu também não me imagino com filhos. Pelo menos não com crianças que tenham saído de mim. Meu problema é com bebês, porque de crianças crescidas eu gosto. Uma complicação também é ser mãe e mulher que trabalha fora. Admiro muito as mulheres que conseguem (ou que pensam que estão conseguindo) conciliar as duas coisas. Mas eu acho que não conseguiria fazer isso sem me sentir culpada pelos dois lados. Então crianças não estão nos meus planos ainda.

    ResponderExcluir