sexta-feira, 6 de abril de 2012

Não ta com nada.

Acho uma sacanagem essas coisas forçadas da vida. Forçar sentimentos, forçar relacionamentos, forçar sorrisos, forçar opiniões e pensamentos. No fim acabamos percebendo que tudo foi em vão. Não havia necessidade e foi só perda de tempo.
Parece não fazer sentido nenhum o que eu estou dizendo, mas paremos para pensar.
Um exemplo hipotético: Você, quase 30, nunca teve um relacionamento sério. De repente aparece um carinha que gosta de ti. Você arrisca porque afinal não tem mais idade para ficar escolhendo. Não é difícil imaginar o que vai acontecer. Não vai durar e no fim você só perdeu seu tempo (e um pouco do seu amor próprio).
Se pararmos pra pensar, forçamos muitas coisas e às vezes nem nos damos conta.
Forçamos amizade por conveniência, hábitos por comodidade, forçamos (e fingimos) ser quem não somos . Forçamos para termos coisas que às vezes nem precisamos...
Entendem onde eu quero chegar? Vamos dar um stop nisso?
Assim que pararmos de insistir em coisas que não existem é que vamos começar a viver e é aí, nesse momento que nos deparamos com as coisas reais, coisas boas (até quem sabe o amor verdadeiro), coisas que realmente valem a pena.


14 comentários:

  1. aaah finalmente alguém me entende, também odeio essa forçação de barra! parece que nada é verdadeiro :/

    ResponderExcluir
  2. Eu definitivamente não sei forças, Gab. E acho uma perda de tempo mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Whoa! Não tá com nada mesmo! Odeio muito essas coisas forçadas...

    ResponderExcluir
  4. Eu sou que nem Analu, não consigo forçar nada. Sempre transparece o que eu tô sentindo, sempre. E acho isso bom, apesar de não ser agradável na maior parte do tempo, porque eu odeio situações forçadas e pessoas forçadas. Por um mundo mais verdade, please.

    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  5. Esse é o grande problema da humanidade: forçar/fingir.
    E é por isso que muito frequentemente entro em conflito com um ou outro por causa do meu jeito sincero e até mesmo impulsivo de ser.
    Eu não gosto de fingir e detesto profundamente que finjam algo em relação a mim. Gosto de sinceridade. Prezo muito por isso.

    ResponderExcluir
  6. Eu conheço uma pessoa que agiu exatamente assim, e quando o relacionamento acabou, ela surtou geral!
    Não adianta, tem que deixar fluir, senão desanda tudo haha

    ResponderExcluir
  7. Tava precisando ler isso, Gab. Obrigada. Eu tenho muita dificuldade de simplesmente deixar as coisas rolarem. Acho que herdei isso do meu pai. Mas vou tentar pegar leve. É como eu comentei no texto da Rhai: o que tiver que acontecer, vai acontecer independente da nossa vontade.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  8. Nada q é forçado é saudável. Espontaneidade e livre arbítrio tão aí pra provar de que vc só faz aquilo q não quer se quiser.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. DISSE TUUUUUUDO! É quando a gente para de insistir nas coisas impossíveis, que as coisas reais mostram o quanto são boas! Só precisamos cuidar para não insistir demais nas coisas reais e transformá-las em impossíveis. BEIJONES!

    ResponderExcluir
  10. A famosa frase das borboletas, amiga! Adorei, é a mais pura verdade. Quem procura acha, acha dor de cabeça e lixo pelo caminhão. Agora quem se deixa ser encontrada, se depara com a maravilha da vida! Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Sou boa em fingir, mas forçar não... Forçar deveria ser um crime contra a integridade das pessoas. Parar de tentar controlar tudo é difícil, mas dá uma paz se despir de preocupações bobas e desnecessárias! Acho que esse é um movimento valido de divulgar! (;

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Eu também voto por dar um stop nesse lance de forçar a barra, principalmente em relacionamentos amorosos e de amizades. Não tão vendo que isso nos faz perder mais do que ganhar? Eu não tenho paciência quando vejo que alguém só tá forçando para o meu lado, pois eu não tenho nervos para forçar com ninguém.

    ResponderExcluir
  13. Há quem acredite que fingir determinados sentimentos e impressões em algumas situações é necessário. Eu não. Eu concordo com você, é por isso que existe tanta complicação embutida em coisas simples nos dias de hoje, porque existe quem acredita que é melhor mentir, enganar, fingir do que simplesmente ser sincero. A sinceridade (não a grosseria) é uma virtude para os fortes.

    Beijo,
    Monique

    ResponderExcluir